Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
O Papel do Tutor Mediador na Modalidade de Educação a Distancia

Autor: Patrícia Fabiane Oliveira, Karla Katharine de Souza Suele
Data: 29/03/2017
RESUMO

O presente artigo tem por objetivo identificar, sob o olhar da literatura e da realidade educacional, o papel do tutor mediador na modalidade de Educação a Distância EAD, realizando reflexões acerca de suas relações pedagógicas. É fato que atualmente as novas tecnologias de informação e comunicação estão dando novo significado aos processos de ensino-aprendizagem, e que a Educação a Distância é baseada em tecnologias e materiais didáticos que minimizam o espaço geográfico. Dessa forma percebemos a necessidade de trazer à tona neste artigo a mediação de aprendizagem, realizada pelo tutor mediador, levantando seus desafios e obstáculos, procurando identificar quais são os fatores que contribuem para um bom desempenho do seu papel e a importância da mediação, lembrando que não temos a ilusão de ofertar receitas prontas para uma mediação de sucesso. Porém sempre existem oportunidades para aperfeiçoamento, e quando o assunto é educação, acreditamos que toda e qualquer mudança parte de uma formação, qualificação e preparação adequadas.

Palavras-chave: Educação a Distância. Tutor mediador. Mediação de aprendizagem.

1 INTRODUÇÃO

Diante das novas tecnologias da educação e da comunicação, e com as constantes mudanças da sociedade, faz-se clara a necessidade de uma transformação e adaptação no papel que é exercido pelos professores, tanto nas instituições presenciais quanto na Educação a distancia.

Como nos relata FREIRE, 2005, p. 35
Ninguém caminha sem aprender a caminhar, sem aprender a fazer o caminho caminhando, refazendo e retocando o sonho pelo qual se pôs a caminhar.
O objetivo deste trabalho é demonstrar, do ponto de vista da literatura, dentro do processo de ensino aprendizagem o papel do tutor mediador, quais os requisitos exigidos para o desempenho desta função e os desafios e obstáculos que os  mesmos enfrentam no decorrer do processo de mediação da aprendizagem.

Para tanto no primeiro capítulo deste artigo tratamos sobre a modalidade de Educação em Distância em si, compreendendo a origem e as especificidades desta modalidade de educação, que a cada dia cresce e se dissemina em nível global se tornando um instrumento fundamental de promoção para muitas pessoas, que veem na Educação a Distância uma ferramenta de crescimento pessoal e profissional.

De acordo com Todorov (1994), a história da modalidade de ensino a distância vem rompendo barreiras de tempo e espaço.

No segundo capítulo conceituamos de acordo com as afirmações de diversos autores sobre o assunto, o que vem a ser mediação, uma das principais tarefas a serem  desempenhadas pelo tutor mediador.
A ligação aluno-professor ainda é, no imaginário pedagógico, uma dominante, o que torna a tutoria um ponto-chave em um sistema de ensino a distância (Maia, 1998, apud Niskier, 1999:391).
Já no terceiro e ultimo capitulo discorremos sobre o papel do Tutor mediador, enquanto agente educacional na modalidade da Educação a Distancia.

Para Moran (2006, p. 78) alguns aspectos são primordiais no decorrer do trabalho de um tutor entre eles encontram-se o;
Intelectual: para informar, ajudar a escolher as informações mais importantes para que o aluno possa trabalhar com elas de forma significativa, avaliando-as conceitual e eticamente para adaptá-las ao seu contexto pessoal;

Emocional: para incentivar, motivar, estimular, organizar os limites com equilíbrio, credibilidade, autenticidade e empatia;
Gerencial e comunicacional: o organizador das atividades que envolvem principalmente grupos ou equipes de trabalho pedagógico. O professor ajuda a desenvolver todas as formas de expressão, de interação, de sinergia, de troca de linguagens, de conteúdos e tecnologias; ético: orienta o aluno a assumir e vivenciar valores construtivos, tanto individual quanto socialmente, e organizar seu quadro referencial de valores, idéias, atitudes a partir de conceitos como liberdade, cooperação, integração social etc

O educador deve refletir sobre a importância do mesmo no processo de aquisição do conhecimento, as exigências feitas para que se possa atuar nesta modalidade de ensino e as habilidades que o mesmo deve desenvolver, bem como os desafios enfrentados no decorrer do processo de ensino aprendizagem.
  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2017 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.