Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
A Importância dos Jogos na Produção de Texto

Autor: Gisele Praxedes Lima e Menezes
Data: 15/02/2017
Resumo

Este artigo tem como objetivo confirmar, através de uma revisão bibliográfica, que, o uso do recurso lúdico nas produções textuais pode estimular os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental  a conceituar e produzir  textos de maneira mais eficaz.

Palavras-chave: Produção de texto; ludicidade; Ensino Fundamental I; Docentes e Jogos.

Introdução

O lúdico está presente desde o início da civilização e é importante não apenas pela formação de conceitos acadêmicos, como também por auxiliar na criação cultural. É no brincar que a criança explora e interage com o mundo externo. Com o passar dos anos as formas de interação permanecem, mas de maneira mais elaborada devido a um amadurecimento cognitivo e emocional que ocorre naturalmente. Enquanto brinca, a criança tem a possibilidade de viver suas emoções, pois vive uma realidade que nem sempre é e como gostaria que fosse.

Através de atividades lúdicas, trabalhamos a imaginação e desenvolvemos atitudes autônomas diante de novas situações e desafios. Outro processo cognitivo importante que ocorre é o desenvolvimento da criatividade, pois a criança necessita utilizar processos mentais que possibilitam oportunidade de ser criativo. Todavia para que isso aconteça, de maneira adequada, é necessário que explore materiais e receba estímulos adequados, para que ocorra o desenvolvimento do conhecimento, entendimento, concepção e habilidade.

O brincar pode ser definido como um conjunto de processos e situações que possibilitam a expressão de emoções ou sensações. Há momentos em que a criança transporta para a brincadeira situações cotidianas, mas muitas vezes é privada de expressar-se e desenvolver-se por regras ou proibição dos adultos.

Contribuições científicas evidenciam que o jogo e a brincadeira, devem fazer parte do processo de formação do ser humano e devem estar interligados aos instrumentos didáticos do campo escolar, principalmente no período de alfabetização e estruturação dos registros. Deve-se construir um espaço, meios e tempo para que o educando alcance de maneira significativa o aprendizado da leitura e da escrita, fortalecendo assim a necessidade de uma cultura interdisciplinar, somando e estruturando de maneira positiva atividades como as de produções de texto.

Vale frisar que o brincar e a escola nunca estiveram em plena harmonia e parceria. Importantes pedagogos como Rousseau e Comenius, afirmam que, o jogo ou brinquedo é o método mais eficiente de aprendizagem para a criança, mas existem diferenças entre aprender brincando, que são os momentos nos quais acontecem as brincadeiras livres e brincar para aprender através da utilização de jogos com objetivos pré-definidos, desta forma, o adulto deve mergulhar no universo infantil para melhor assisti-las e compreendê-las, chegando mais próximo de suas necessidades.

No processo de intervenções educacionais,  no brincar cabe ao professor  compreender que o aluno deve ser participativo e não apenas dirigido, não  impondo seus objetivos, mas orientando e encorajando a autonomia. Desta forma, novas habilidades surgirão no repertório dos alunos.

Em relação à utilização do jogo, pode ser utilizada por diferentes faixas etárias, ou seja, pode ser destinada tanto à criança quanto ao adulto. As estratégias lúdicas utilizadas pelos adultos são denominadas jogos, eles fazem parte da cultura e são importantes por estarem ligados a história de um povo ou ao seu legado.

É no brincar que a criança apropria-se do conhecimento de habilidades linguísticas, valores sociais e cognitivos, participam de uma experiência social, organizam com autonomia ações e interações, elaborando de maneira envolvente planos e formas de ações conjuntas, criando diferentes regras de convivência e de participação social.
  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2017 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.