Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
A Educação de Jovens e Adultos: Estudo das Motivações Mobilizadoras Determinantes da sua Permanência em Sala de Aula

Autor: Gislaine Rodrigues da Silva
Data: 31/01/2013
RESUMO: O objetivo deste trabalho é apresentar o resultado da pesquisa a cerca da permanência de alunos da EJA em sala de aula, na Escola Municipal de Educação Básica Sadao Watanabe, município de Sinop-MT. Identificar as motivações mobilizadoras desta permanência em sala de aula, bem como compreender as dificuldades encontradas por eles, os motivos que os fizeram voltar à sala de aula e a relação com o professor. Para fundamentar a pesquisa recorremos aos autores: Freire (1979, 1987, 1989, 1990, 1996), Soares (2004), Pinto (1982). Quanto a metodologia, utilizamos a pesquisa qualitativa com estudo de caso, onde foram feitas observações diretas, participação da pesquisadora com o meio pesquisado. Com a professora regente obtivemos as respostas necessárias através de conversas informais, quando das nossas observações e estágio, e aplicação de um questionário semi estruturado. Foram aplicados os questionários a cinco (5) alunos, onde apenas um tinha idade inferior a quarenta (40) anos. Com as respostas em mãos e observações feitas, constatamos que professor e aluno estão permanentemente interligados através do carinho, respeito e paciência com que ele trata seus educandos. Os alunos que frequentam a sala da EJA superam obstáculos e dificuldades, graças ao seu anseio e força de vontade em adquirir o conhecimento letrado. Pois, muitos buscam uma melhora de vida e acreditam que isso só se fará através da educação. Esforços somados à vontade de sair do analfabetismo os estimulam a continuar.

Palavras chave: Educação de jovens e adultos, superação, motivações, mobilizadora


1  INTRODUÇÃO

    A educação escolar é um bem indispensável para o desenvolvimento do indivíduo, não somente no que diz respeito ao mercado de trabalho, mas também para seu desenvolvimento e atuação na sociedade.
    Quando a educação iniciou no Brasil, somente tiveram direito a ela pessoas de classe privilegiada. Isso fez com que um número reduzido de pessoas tivesse acesso ao mundo do saber. Esta problemática perdura até os atuais dias. Como forma de tentar sanar tamanho abismo, os responsáveis pelas decisões políticas educacionais criaram a EJA (Educação de Jovens e Adultos).
    A EJA surge com o objetivo de atender aquelas pessoas que não tiveram ou, não puderam estudar em sua idade série adequadas. Porém, da construção a consolidação desta idéia muitos são os desafios. O desafio fundamental, o que julgo determinante para o sucesso ou insucesso desta perspectiva é a evasão. Este trabalho tem como objetivo apresentar um estudo das motivações mobilizadoras determinantes da permanência deste grupo de educandos em salas de aula.
    O caminho daqueles que decidem ingressar ou retomar o papel de aluno e transformar-se em cidadão letrado, crítico e participativo na sociedade, é bastante árduo, pois exige destas pessoas muita força de vontade e determinação.
    Um número considerável desses alunos chega às salas da Educação de Jovens e Adultos com vontade de estudar, com o passar do tempo iniciam um processo de desânimo em relação à sua escolarização, o que o leva a abandonar o curso. O ensino de Jovens e Adultos é para muitos a realização do sonho da alfabetização, no entanto, acaba por transmitir além do conhecimento propriamente dito, a integração do indivíduo à sociedade, como cidadão participativo e não mais somente observador.
    A pesquisa foi desenvolvida em uma escola da rede municipal de Sinop-MT, Escola Municipal Sadao Watanabe.
A referida instituição de ensino foi criada em 1993 sob a lei nº 284, autorização nº 121 do C.E.E de 1997. inaugurada no dia 14-09-1993 na gestão do prefeito Antonio Contini. Situada à Avenida das Sibipirunas, nº 5651, bairro Jardim das Primaveras em Sinop MT tendo como agentes da pesquisa estudantes da Educação de Jovens e Adultos que estão frequentando regularmente as aulas, e são matriculados na primeira, segunda, terceira e quarta fase da EJA.
    Este trabalho está dividido em três partes distintas e considerações finais. Na primeira capítulo abordarmos a educação de jovens e Adultos (contexto histórico). Para maior entendimento, tornou-se necessário conhecermos estudos realizados por autores como: Soares, Pinto, Freire entre outros.
    Na terceira parte faremos análise dos dados obtidos, buscando um entendimento com teóricos estudados, a cerca da Educação de jovens e adultos.
    E finalmente, trataremos das considerações finais, onde retrataremos as conclusões que a pesquisadora obteve não se trata de conclusões finais, mas de possibilidades que contribuem para a permanência do aluno da Educação de jovens e Adultos em sala de aula, ou até mesmo de um incentivo, para futuros estudos.
  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2017 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.