Artigos Pedagógicos
  Avaliação Educacional
  Escola Digital
  Educação a Distância
  Educação Inclusiva
  Educação Infantil
  Estrutura do Ensino
  Filosofia da Educação
  Jovens e Adultos
  Pedagogia Empresarial
  Outros Assuntos
 História da Educação
 Linhas Pedagógicas
 Metodologia Científica
 Projetos/Planejamento
 Biografias
 Textos dos usuários

 Listar Todas
 Por Níveis
  Educação Infantil
  Ensino Fundamental I
  Ensino Fundamental II
 Por Disciplinas
  Matemática
  Língua Portuguesa
  Ciências
  Estudos Sociais
  Língua Inglesa
  Língua Espanhola

 Jogos On-line
 Desenhos para Colorir
 Contos e Poesias

 Glossário
 Laifis de Educação
 Estatuto da Criança
 Indicação de Livros
 Links Úteis
 Publique seu Artigo
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

  
As Duas Faces da Adaptação Infantil

Autor: Sidmara Pedroso Blaszak da Silva
Data: 16/06/2016
RESUMO: A permanência com sucesso da criança na escola infantil depende essencialmente de uma adaptação bem feita. Este é um processo que vai exigir tanto da criança que busca adequar-se a essa nova realidade social, quanto de seus pais que precisam estar conscientes e confiantes dessa decisão, e também do educador e da instituição que precisa se preparar para recebê-la. Para que isto ocorra é necessária uma sintonia entre as partes envolvidas: família x escola. Este artigo trata de uma reflexão bibliográfica sobre este período e relata a experiência vivida em dezessete anos de educadora de educação infantil contrastando com a recente experiência vivida de ser a mãe da criança em adaptação.

PALAVRAS-CHAVE: Adaptação, Educação Infantil, Família, Escola.


ABSTRACT: The child will just successfully stay in at Infant School if the adaptation works. This process demands a lot from the child that tries to be adjusted at this new social reality, the child?s parents need to be thoughtful and assured of this decision and also the teacher and the school that must to be prepared to receive her too. To that happens it is necessary an harmony between both parts implicated: Family x School. This article intends to make a bibliographic reflection about this moment in the child?s life describing an experience for seventeen years as an educator from Infant School, in contrast with her recently experience being mother from a child in this adjustment.

KEYWORDS: Adaptation, Children Education, Family, School.



INTRODUÇÃO

Para ORTIZ E CARVALHO (2012, p. 45):

Cabe ressaltar que a incorporação de cada nova  criança estrutura da instituição provoca mudanças naturais e necessárias no seu funcionamento cotidiano, envolvendo diferentes personagens, como a criança, a família, os educadores e os demais funcionários da creche.

O processo de adaptação escolar infantil é um período de mudança que pode trazer insegurança, medo, frustração e irritação, que são normalmente traduzidos pelo choro. Exige muita paciência, compreensão e dialogo entre as partes envolvidas que são a família e a escola. De um lado a família que precisa deixar a criança na instituição deve estar consciente dessa escolha e de outro lado a escola que se prepara para a chegada de mais um novo integrante. A família "principalmente a mãe" precisa conhecer e confiar na instituição escolhida para poder passar essa confiança para a criança, pois se a mamãe não confiar como a criança vai confiar? Esse sentimento é percebido claramente pela criança.

Adaptar-se, do ponto de vista psicológico, significa utilizar as experiências de vida de modo positivo, como uma bagagem pessoal; poder sentir medo frente ao desconhecido, porém, sem ser dominado e paralisado para sempre por ele. Adaptar-se significa somar-se a um novo contexto. (ORTIZ E CARVALHO 2012 p. 46)

Vários fatores são determinantes para que esse processo transcorra de maneira saudável. A troca de informações entre as esferas envolvidas precisa ser feita através de uma entrevista que antecede a frequência da criança na escola onde ambas as partes devem trocar as principais informações referentes seu desenvolvimento, seus hábitos e costumes, alimentação, saúde e repouso. Essas informações darão condições ás educadoras de prestarem um atendimento mais preciso e cuidadoso para cada criança.

A adaptação de uma criança não tem um período determinado para se concluir. Ela depende exclusivamente de cada um. Cada situação precisa ser respeitada e valorizada, pois é uma etapa essencial que se inicia na sua vida.

É importante nesta fase que todos, pais e educadores, possam compreender e respeitar o momento da criança de conhecer o novo ambiente e estabelecer novas relações. À medida que ela vai se integrando, podem ser percebidas as influencias positivas de sua permanência em uma creche que oferece boas condições para o seu desenvolvimento. (ROSSETTI-FERREIRA, 2011, p. 54)
  Próxima

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2017 Só Pedagogia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.